Durante o período de isolamento social, você provavelmente se deparou com alguns vídeos do Tik Tok no Instagram e no Facebook, certo?

E é provável que você tenha pensado: “Mais uma rede social! Eu ainda nem dominei o instagram e já tenho que  aprender a mexer nesse Tik Tok

Mas será que você realmente precisa estar lá?

Do que se trata?

O Tik Tok é um aplicativo para exibição de vídeos curtos, entre 15 a 60 segundos. Possui uma série de recursos de edição, dublagem e filtros divertidos.

Em 2019, foi o terceiro programa mais baixado, ficando atrás apenas do What’s App e do Facebook Messenger, ultrapassando o Instagram e o Facebook.

Uma estratégia muito utilizada pelo aplicativo e que tem dado muito certo são os challenges, desafios criados pelos próprios usuários, e as dancinhas coreografadas. O objetivo é que o usuário crie vídeos com um tema ou música  específica.

Outro motivo para o sucesso do aplicativo foi a divulgação feita por celebridades e um sistema de monetização, que beneficia os usuários que conseguem levar mais tiktokers para a rede, através do uso de um código.

Mas a pergunta que não quer calar é: o Tik Tok é pra você? Vale a pena investir nesse aplicativo?

Para quem é o Tik Tok?

O fato é que o Tik Tok é relativamente recente, e seu foco é, principalmente entre os adolescentes, especificamente, a geração z, aqueles nascidos entre a segunda metade da década de 90 até o ano 2010.

Então, se esse é o seu público-alvo ou se você deseja expandir o seu mercado para esse público, criar um conteúdo diferente, divertido e engraçado no app pode ser uma ótima maneira de sair na frente da concorrência.

Se esse não for o seu caso, se o seu público não está no Tik Tok, é melhor se concentrar na rede de maior conexão com a sua audiência, do que estar presente nos dois, mas não engajar e não converter em nenhum.

Dê preferência para o que funciona para o seu negócio. Não entre na modinha só para marcar presença.

Já ouviu falar em millennials, mas não sabe do que se trata? Continue lendo esse post para entender um pouco mais sobre a geração que inspirou a Millennial Comunicação.

A princípio, dividir e classificar as gerações por nomes diferentes pode parecer algo sem importância. Mas entender o comportamento desses grupos pode ser fundamental, principalmente para o marketing. Já que é natural que, pessoas que nasceram em diferentes épocas da história apresentem pensamentos e posicionamentos diferentes. Além de formas de se comunicar e de consumir distintas.

Entendendo os millennials

Também conhecidos como a Geração Y ou Geração do Milênio, são considerados millennials os nascidos entre 1979 e 1993. Esse grupo sucede os baby-boomers e a geração x, por tanto, cresceram mais familiarizados com a internet e o universo digital. Ainda que, também sejam conhecidos com a geração da internet, os millennials cresceram no período de transição. Diferentemente de seus sucessores da geração Z, que já chegaram ao mundo completamente digitalizados.

Sendo assim, pode-se dizer que a geração dos milênicos, como também são conhecidos, encontra-se no meio termo entre o analógico e o digital, o on e o offline.

Os jovens adultos millennials são considerados a primeira geração verdadeiramente global, devido ao contato com a tecnologia desde cedo. Os integrantes da geração Y também são super conectados e ávidos usuários das redes sociais. Multitarefas e empreendedores em áreas inovadoras, os millennials tendem a ser mais resistentes à hierarquia no ambiente coorporativo. Por isso, muitas vezes, preferem trabalhar por conta própria para manter sua liberdade.  E não é errado dizer que dão mais importância a experiências do que a bens materiais.

Pequenas empresas, principalmente, quando estão no início de suas atividades, precisam adotar algumas medidas para aumentar a divulgação de seus serviços e conquistar mais clientes. Mas será que você sabe a melhor estratégia de comunicação para o seu negócio?

Confira esse post e descubra algumas dicas da Millennial Comunicação sobre comunicação estratégica para pequenas empresas.

Por onde começar?

Se você iniciou um negócio recentemente, já deve ter se perguntado o que fazer e por onde começar para aumentar a divulgação do seu empreendimento e conquistar mais clientes. Ou provavelmente, já se questionou como fazer isso com um orçamento curto.

Primeiramente, é preciso entender que a divulgação é o que possibilita que a sua marca chegue até clientes em potencial. Por tanto, sem uma estratégia de comunicação, sua empresa será facilmente passada para trás pela concorrência, antes mesmo de deslanchar.

Para que isso não aconteça, é importante investir em algumas dessas estratégias. Confira quais se encaixam mais com o perfil e o ramo da sua marca:

  • missão da marca bem definida;
  •  identidade visual atrativa;
  • banners físicos ou virtuais;
  • Facebook Ads;
  • Google Adwords;
  • redes sociais regularmente atualizadas;
  • gerar valor através do conteúdo divulgado nos canais de comunicação da empresa.

Lembre-se que no caso de pequenas empresas, o foco da divulgação deve estar na conversão.

Você já utiliza algumas dessas estratégias? Quais?
Fique ligado no blog para mais dicas como essa e muito mais!

Com o objetivo de atrair mais clientes, as empresas têm investido cada vez mais em Marketing de Conteúdo. Descubra por que essa estratégia pode ser uma excelente medida para o seu negócio!

O Marketing de Conteúdo, ferramenta muito utilizada do marketing digital oferece diversos benefícios. Pois, além de gerar valor à marca, promove o engajamento com o público e passa credibilidade.

 

Essa estratégia de comunicação baseia-se em publicações periódicas em blogs e outros canais de comunicação da empresa. As publicações podem ser artigos, postagens curtas, vídeos ou qualquer material informativo, que ofereça conteúdo relevante e de qualidade, para chamar a atenção dos leitores e clientes em potencial.

Para fidelizar o seu público e aumentar o número de conversões de seguidores em clientes é preciso estar atento a alguns detalhes:

• Os assuntos abordados devem estar alinhados com o segmento e a persona (cliente ideal) da empresa;
• O conteúdo produzido deve ser fácil de consumir: dicas úteis, leitura agradável, vídeos práticos e fáceis de acompanhar;
• Os canais de comunicação da empresa devem ser frequentemente atualizados. Inconstâncias nas atualizações dispersam os seguidores.

O que evitar

O segredo do marketing de conteúdo é a conversão orgânica. O conteúdo não deve apresentar caráter de propaganda maçante. O objetivo deve ser informar o seu público, para tornar a marca uma referência no seu ramo.

Ao transmitir informação de qualidade, a empresa passa a ser vista como especialista, fonte confiável em determinado assunto. O que estimula o processo de conversão.

Portanto, é recomendável evitar auto elogios e divulgação para não afastar os visitantes.

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
Categorias